Como calcular a nota do Enem - 20 de novembro de 2014

 

Coerência. Esse é o segredo para quem quer se sair bem no Exame Nacional do Ensino Médio. O cálculo da nota do Enem utiliza o método de Teoria de Resposta ao Item (TRI), utilizado em outros testes pelo mundo, como o TOEFL, que mede a proficiência de língua inglesa, e o SAT, utilizado no ensino médio americano.

 

TRI no Enem

No Enem, a TRI foi implementada em 2009 e, segundo o Inep, órgão responsável pelo exame, a intenção principal é permitir a comparação dos resultados entre os anos. Além disso, por se tratar de uma prova com milhares de candidatos, é necessária uma avaliação que leve em conta o conhecimento geral de cada um e detalhe mais a nota, evitando um grande número de empates.O Inep divulga os resultados por área de conhecimento sempre em janeiro, e cada universidade tem autonomia para determinar como as notas poder ser usadas.

 

Como a nota é calculada

A nota do Enem não está diretamente ligada ao número de acertos, mas à coerência de acertos do aluno e à complexidade do que é exigido em cada questão. Três equipes independentes de corretores chegam a nota final baseados em cálculos estatísticos. A imagem abaixo mostra como funciona:

 

                  

Notas máximas e mínimas

 

De acordo com o Inep, os valores máximos e mínimos variam de acordo com a complexidade da prova do Enem. Na imagem abaixo, por exemplo, você confere os valores da prova do Enem de 2013.

O método TRI não permite que os candidatos zerem a prova ou atinjam mil pontos nas áreas de conhecimento. Aqueles que deixam a prova em branco ou erram todas as questões, recebem a nota mínima do seu caderno de questões. Isso porque, a partir do teste, não se pode afirmar que o candidato possui zero conhecimento.

 

Redação

Além de possuir um peso significativo na nota do Enem, valendo mil pontos, a redação é avaliada de maneira diferente da prova. São dois corretores independentes, levando em consideração cinco competências:

• Domínio da norma padrão da língua portuguesa;

• Compreensão da proposta de redação;

• Seleção e organização das informações;

• Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto

• Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, respeitando os valores e considerando as diversidades socioculturais.

Para cada item, o corretor atribui uma nota de zero a mil. Após somar as notas, divide-se por cinco e obtêm-se a média. O mesmo procedimento é feito com os dois corretores. A nota final é a média aritmética das duas avaliações. Caso haja diferença igual ou maior a 300 pontos entre as notas, haverá uma terceira correção feita por um professor supervisor e essa nota prevalecerá. Neste caso, a correção configura-se como recurso de ofício.

 

Por Matheus Fernandes

Fonte: Ecaderno

 


 

Endereço

Caes Centro
Rua São Sebastião, 516 – Santa Cruz Shopping, 2º piso–Centro
36013-260 Juiz de Fora-MG | Telefone: (32) 3215-7005

.....................................................................

Caes Zona Norte
Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 4795 - Nova Era
Cep- 36085-000 Juiz de Fora | Telefone: (32) 3223-3142